14 dicas para curtir sua viagem ao Marrocos ao máximo

As cores do Marrocos

Nossa viagem ao Marrocos foi bem esperada, e com uma grande mistura de sentimentos e impressões. Já no nosso primeiro dia nos tocamos que apesar de toda a minha pesquisa por dicas e recomendações, ainda haviam muitas coisas que só descobrimos depois de passarmos duas semanas no país. Sem dúvidas gostaríamos de estarmos mais preparados para tudo que íamos ver, mas ao mesmo tempo acredito que nunca poderíamos estar preparados o suficiente para essa viagem, afinal de contas, certas coisas só sabemos quando vivenciamos.

Já faz um tempinho que queria compartilhar nossas dicas, as quais estão guardadinhas escritas à mão no meu diário de viagem de quando estivemos no Marrocos. Então para ajudar ao máximo no planejamento e preparação de sua aventura, aqui vão nossas 14 dicas para curtir sua viagem ao Marrocos ao máximo, porque dicas nunca são demais, não é verdade?

1. Abra sua mente

Claro que essa dica é válida para todo lugar que você visitar ou viver nesse mundo. Mas se você não está acostumado a visitar países muçulmanos, o Marrocos pode ser um pouco chocante. Antes de nossa viagem, W. e eu chegamos a visitar outros países muçulmanos, a Turquia e os Emirados Árabes. No entanto, esses dois lugares são bem diferentes do Marrocos, onde, pelo menos para a gente, a religião parece ter uma influência ainda maior.

Então se tem uma coisa que você precisa fazer antes de entrar no avião, é abrir a sua mente para as coisas que você irá ver e vivenciar no Marrocos, especialmente se for mulher. Desde as chamadas para rezar cedo pela manhã, até não poder consumir bebidas alcóolicas em locais próximos à lugares religiosos, desde esquemas até insistências para comprar algo, à princípio tudo isso parecerá interessante e diferente, mas depois de mais de uma semana no país, sentirá na pele como isso pode ser cansativo.

Tenha paciência, abra sua mente e tente aceitar as diferenças. Não é fácil para muitos (mesmo para os que se consideram mente aberta), mas tente por você mesmo, porque isso sem dúvidas irá facilitar um pouco mais sua vida.

Deserto do Saara, Marrocos

2. Aprenda a dizer não

Sou uma das piores pessoas para dizer não a alguém, principalmente quando são simpáticas comigo. Mas isso foi antes de eu voltar do Marrocos. Me tornei uma pessoa bem diferente depois de nossa viagem ao país, já que aprendi da forma mais difícil a dizer não. Nada como praticar todos os dias por 2 semanas.

No Marrocos, dizer ‘não’ raramente será suficiente. Então o que fazer quando alguém tiver te enchendo o saco e te seguindo pelas ruas para te vender algo ou te convencer a mostrar o caminho até um certo ponto turístico? Com tempo e treino, aprendemos as formas mais eficazes de lidar com a tal situação (em casal):

  1. Ignore a pessoa. Não olhe nos olhos dela, continue andando, puxe assunto com seu/sua parceira. Finja que ela nem está ali. Parece bem mal educado, e você até poderá escutar o que não quer, como aconteceu conosco em Fès quando um rapaz chamou o W. de racista. No entanto, vai funcionar na maioria dos casos, mesmo exigindo um pouco mais de paciência da sua parte.
  2. Tente vender algo também! Isso mesmo, tática estranha, não é? Mas tente uma vez e verá que funcionará que é uma beleza. Tente vender por exemplo algo que tenha em suas mãos, um mapa, uma caneta. Eles adoram vender, seja lá o que for, mas se você tentar vende-los algo, eles se sentem envergonhados e saem de fininho desconfiados.

Por outro lado, uma forma nenhum pouco eficaz é dizer não da forma como estamos acostumados: ‘não, obrigada’ e sorrir. Isso é praticamente o mesmo que pedir para mais insistência da parte deles!

Marrakesh, Marrocos

3. Se informe com o pessoal da sua acomodação

Uma das primeiras e melhores coisas que você pode fazer ao chegar no Marrocos é conversar com o pessoal do seu Riad/hotel para conseguir dicas e recomendações. Eles sabem os melhores lugares para comer (para todos os bolsos), onde ir e não ir, o que evitar, os esquemas, onde encontrar algo específico que você procura e muito mais. Aproveite o conhecimento deles para facilitar sua estadia, não há nada melhor do que dicas de moradores locais. Nossa viagem não teria sido a mesma sem a ajuda dos funcionários dos Riads onde ficamos.

4. Consiga internet móvel

Ter internet móvel no Marrocos pode ajudar e muito nas mais diversas situações. A melhor coisa é que a internet no país é barata e boa (a não ser que você esteja no deserto). Dá para conseguir um SIM card (até mesmo os micro) em uma das três operadoras do país: Méditel, Menara/Maroc Telecom e INWI. Tivemos a oportunidade de testar a primeira e a última, mas acabamos preferindo a Méditel.

Pagamos em torno de 260dhm por 2 SIM cards com 2GB para internet 4G por uma semana. Mais tarde descobrimos que poderíamos ter pago ainda menos e para mais tempo. Não é necessário ir à uma loja oficial da operadora, há muitos revendedores que possuem também.

Deserto do Saara, Marrocos

5. Prepare-se para negociar

Negociação faz parte da cultura marroquina, eles adoram barganhar o tempo inteiro com tudo. Para se ter uma ideia, em muitos mercadinhos não há nem preços nos produtos, dessa forma você precisa negociar até o preço da água. Uma corrida de taxi da medina de Marrakesh tem um preço fixo oficial, mas os taxistas ainda assim querem negociar preços, apesar de ser ilegal. Nas lojas das operadoras de celular também é necessário negociar o preço da internet (oi?), e até ir ao banheiro no meio da estrada requer negociar preços.

Se negociar não é o seu forte, há algumas dicas simples para conseguir sobreviver à uma negociação no Marrocos:

  1. Só entre em uma loja se você realmente estiver decidido a comprar alguma coisa, caso não, prepare-se para negociar a sua saída da loja.
  2. Se você já sabe o que quer, é importante também saber quanto quer pagar por aquela coisa. Ter um preço em mente e mantê-lo, vai te ajudar e muito, porque você raramente irá perder uma negociação, tudo que eles querem é vender! Se você não tem ideia de quanto um certo produto custa, pergunte no seu Riad para ter uma base.
  3. Se o vendedor não aceitar seu preço, apenas diga que você entende que aquele é um produto de boa qualidade, mas que infelizmente não pode pagar além do seu preço. Peça desculpas e saia. Você tem quase 100% de chance de que o vendedor irá concordar com seu preço e te chamar de volta à loja, mesmo que no fim ele/ela esteja se mordendo de raiva.
  4. Não esqueça que os produtos são praticamente os mesmos em todo lugar no país. Se você não conseguiu em uma loja, irá conseguir em outra.

Comida no Marrocos

6. Tente comer apenas em lugares recomendados

Uma de nossas maiores preocupações sobre o Marrocos era com lugares onde poderíamos comer sem medo. Evitamos ao máximo comer em lugares que encontramos espontaneamente nas ruas. Antes de embarcarmos fiz uma lista de restaurantes recomendados por amigos e outros blogueiros, e enquanto estivemos por lá também perguntamos ao pessoal dos Riads/hotel onde nos hospedamos, para termos mais opções. Também acabamos descobrindo que lugares que tendem a ser confiáveis são onde há muitos turistas, o contrário de outros lugares, como aqui na Europa.

Há muitos restaurantes e cafezinhos para todos os bolsos que são seguros para comer e evitar qualquer problema intestinal. Depois de duas semanas comendo pelo país, não tivemos nenhum problema de saúde, e olha que comemos em diversos lugares, inclusive alguns de aparência não muito atrativa.

7. Vista-se confortável e respeitosamente

Especialmente para as mulheres, vistam-se respeitosamente. Não é necessário usar um lenço na cabeça no Marrocos, apenas cobrir os ombros e joelhos, então camisetas e jeans são bem-vindos. Eu também evitei usar roupas coladas, já que queria chamar o mínimo de atenção, mas saibam desde já que no Marrocos até mulheres de burca chamam atenção dos homens.

Ao mesmo tempo, você também precisa se sentir confortável para andar, nos dias frescos e quentes. É bem possível combinar conforto com roupas respeitosas, minhas escolhas foram simples: camisetas e blusas folgadas, calças de algodão largadas, cardigans, tênis e sapatilhas confortáveis.

8. Lave as mãos sempre que puder

Depois do seu primeiro passeio pela cidade, provavelmente se sentirá sujo e necessitando de um banho com urgência. Verdade. Me sentia suja o tempo inteiro, por isso tentava lavar minhas mãos sempre que dava, só para me sentir um pouco melhor. Ter sempre álcool gel na bolsa é uma boa, aconselho já levar de casa porque lá não cheguei a ver à venda.

Marrocos

9. Sempre tenha papel higiênico para a estrada

Se for viajar entre cidades de carro, trem ou ônibus, eventualmente necessitará fazer uma pausa para ir ao banheiro. Saiba que nem sempre há papel higiênico nos banheiros, então é sempre uma boa ideia ter um pouco na bolsa. Alguns banheiros são tão ruins que você vai acabar achando que teria sido melhor fazer no meio do mato do que lá!

10. Mantenha-se hidratado

Isso é algo muito importante, para todo lugar que você for, mas as temperaturas podem ser bem elevadas durante o dia no Marrocos, e batendo perna então ainda mais! Sempre tenha uma garrafa de água com você e lembre-se que a água da pia no Marrocos não é potável.

11. Não aceite ou peça direções à um passante

Ao andar pelas ruas de uma cidade marroquina, cedo ou tarde vão te oferecer direções, mesmo que não peça. O único problema com essa “ajuda” é que não é por gentileza e nem de graça, mas sim em troca de dinheiro. Às vezes mesmo que negue a ajuda, a pessoa irá insistir e até mesmo te seguir pelas ruas. É aí que as minhas dicas do número 5 dessa lista pode ser útil para você.

Ao mesmo tempo, também procure não pedir informações à um passante, a não ser que ele seja um turista também. Se realmente precisar perguntar, vá à uma loja ou restaurante e peça informação. Infelizmente, com o passar do tempo você irá perceber que essa é umas das coisas mais irritantes sobre ser um turista no Marrocos.

Marrakesh, Marrocos

12. Sempre tenha dinheiro trocado

Pode ser bem útil ter dinheiro trocado, especialmente nas cidades menores ou na estrada, já que conseguir trocar uma nota de dinheiro no Marrocos pode levar tempo dependendo do lugar.

13. Fique atento aos esquemas

Gente oferendo informação em troca de dinheiro, vendendo produtos de má qualidade, colocando macaco no seu ombro e pedindo dinheiro em troca, banheiros ruins que ainda assim precisam ser pagos para serem usados, óleo marroquino falsificado, taxistas aproveitadores e muito mais, estão entre os esquemas mais populares no Marrocos.

Apesar de querer poder fazer uma lista de esquemas aqui para te alertar, vai sempre haver algum faltando já que constantemente há novos esquemas aparecendo. Apenas saiba que eles existem e fique de olho, porque pelas ruas TUDO envolve dinheiro e pessoas querendo tirar proveito de você.

Fez, Marrocos

14. Faça apenas bate-voltas recomendados

De cidade como Marrakesh, Fès, Tangier e Casablanca, há diversas empresas oferecendo bate-voltas para algum lugar, seja para o deserto ou para Chefchaouen (a cidade azul). Tome cuidado com a qual irá contratar, sempre leia as avaliações com antecedência. Uma boa ideia é perguntar no seu Riad por recomendações, assim você tenderá a pagar menos por um serviço melhor.

 

Salve esse post no Pinterest!

Dicas para curtir sua viagem ao Marrocos