10 coisas imperdíveis em Marrakesh

Marrakesh, Marrocos

Após duas semanas viajando pelo Marrocos, se eu tivesse que escolher apenas um lugar para voltar, sem pensar duas vezes, seria Marrakesh. De todas as cidades que visitamos, Marrakesh foi a mais vibrante, divertida, fotogênica, interessante, com a melhor localização geográfica e com diversas atrações e atividades legais para mantê-lo ocupado. Acima de tudo, Marrakesh é exatamente como eu imagina que o Marrocos seria, impressionante.

Até 2020, o rei do Marrocos, Mohammed VI, quer colocar Marrakesh entre os 3 melhores destinos para viajar no mundo. Ambicioso né? Será que ele consegue? Não sei, ainda há muito trabalho a ser feito, mas que tem potencial isso tem. Enquanto isso, eu dou uma mãozinha e te inspiro a visitar Marrakesh.

No total, passamos 5 noites e 5 dias na cidade, foi a primeira e última parada do nosso roteiro pelo Marrocos, e onde passamos mais tempo no país. Tivemos a chance de visitar tudo que queríamos, desde os souks até os museus e jardins, tivemos uma incrível experiência tendo ficado hospedados em um Riad na medina, e descobrimos lugares bem legais para comer e se divertir. Mas antes que eu revele tudo, aqui vão 10 coisas imperdíveis em Marrakesh, e claro, algumas dicas essenciais.

Deixe a Jemaa el Fna te impressionar

Marrakesh, Marrocos

A famosa praça Jemaa el Fna é o coração de Marrakesh, e uma parada obrigatória. Não há nada como ver esse lugar pela primeira vez, toda a loucura de pessoas indo de vindo, o barulho, as tatuadoras de hena, os macacos e cobras, as barracas de comida e de sucos de laranja, a música, a vista da mesquita Koutoubia e o pôr do sol, fazem da sua experiência no local incrível e única.

Dica: veja o pôr do sol de um dos terraços ao redor da praça (nosso favorito foi Café de France), logo depois prove a comida de uma das famosas barracas (recomendamos a 1).

Visite a Medersa Ben Youssef

Marrakesh, Marrocos

Provavelmente o lugar mais fotogênico de Marrakesh. A Medersa Ben Youssef é uma antiga escola islâmica fundada no século XIV. É a maior Medersa do Marrocos e prevê-se que mais de 900 estudantes moraram por lá. Os admiradores de arquitetura, design e detalhes vão se apaixonar por esse lugar.

Entrada: DH20

Dê uma olhada nas Tombeaux Saadiens

Marrakesh, Marrocos

Em português, Túmulos saadianos. É um mausoléu coletivo onde encontram-se mais de 60 membros da dinastia saadiana, a qual marcou a Era Dourada de Marrakesh. O local foi descoberto em 1917, apesar de ser datado de 1578-1603, e possui 3 grandes salas e um pequeno jardim, cuja entrada é um pequeno corredor por trás da mesquita Moulay El Yazid.

Entrada: DH10

Apaixone-se pelo Jardin Majorelle

Marrakesh, Marrocos

Esse incrível, colorido e lindo jardim, foi originalmente criado pelo artista francês Jacques Majorelle entre 1920 e 1930. Em 1980 passou a ser propriedade do famoso designer Yves Saint Laurent e Pierre Bergé. YSL morou por um bom tempo em Marrakesh e foi aqui onde ele passou a maior parte de seu tempo. Após sua morte, suas cinzas foram enterradas no jardim e um mausoléu foi feito em sua homenagem. No jardim há ainda um museu, um cafezinho, uma loja da grife YSL, uma livraria e a Galerie Love.

Entrada: DH70 apenas para o jardim e DH30 para o museu.

Perca-se nos souks

Marrakesh, Marrocos

Mesmo para quem não tem interesse em fazer compras ou negociar, não dá para deixar de visitar os souks de Marrakesh. É um labirinto de possibilidades e uma loucura! Caso perca-se, apenas siga as placas que te levam à Jemaa el Fna.

Dica: se quiser evitar os horários mais cheios, tente ir no meio da tarde ao invés de ir à noite, que é quando está lotado!

Entre no Palais Bahia

Marrakesh, Marrocos

O Palais Bahia é um palácio que foi o resultado da junção de uma grande casa antiga e várias outras casas menores, trabalho feito pelo arquiteto marroquino El Mekki. As datas exatas de sua construção são desconhecidas, mas sabe-se que o palácio foi usado entre 1859 e 1873 e completado em 1900. Hoje em dia, o lindo palácio que é localizado no bairro judeu da cidade, Mellah, além de aberto ao público, é também usado para eventos e casamentos.

Entrada: 1 Euro

Curta a vista de um rooftop

Marrakesh, Marrocos

Rooftop do Zwin Zwin

Quem não adora um rooftop? Eu amo! Há muitos na medina de Marrakesh, ideais para ver o pôr do sol, tomando um chazinho de menta ou uma taça de vinho marroquino. Lembre-se apenas que nem todo local pode servir álcool, por ser próximo à uma mesquita.

Dica: não dá para deixar de ir no Zwin Zwin.

Hospede-se em um Riad na medina

Marrakesh, Marrocos

Riad Dar Alif

Para quem busca uma experiência autêntica de Marrakesh, precisa ficar hospedado em um Riad na medina. Um dos destaques da nossa estadia na cidade foi o Riad onde ficamos, Dar Alif, não só por seus quartos e terraço aconchegantes, mas por ter nos proporcionado uma experiência bem original. Ficar na medina permite que você interaja mais com os habitantes locais e seus costumes.

Tome um chá de menta e prove a comida marroquina

Marrakesh, Marrocos

Não que você vá ter muita escolha, já que chá de menta é servido em todo lugar e os restaurantes praticamente só servem comida marroquina. Tagine, cuscuz marroquino e chá de menta, são 3 coisas que cedo ou tarde você vai acabar provando, seja em Marrakesh ou no Marrocos no geral. Amei o chá de menta, não só por seus vários benefícios, mas pela forma como é preparado (docinho) e servido. Em termos de comida, cuscuz marroquino é uma delícia!

Dê uma chance à Guéliz

Marrakesh, Marrocos

Guéliz é a parte moderna de Marrakesh, se tiver a chance de ir até lá (ao visitar o Jardin Majorelle, por exemplo) terá a oportunidade de comparar a medina (parte antiga) com a nova. Enquanto a medina é o centro antigo, Guéliz é cheia de prédios mais altos e shopping centers com lojas de marcas internacionais, uma perspectiva diferente.

 

BÔNUS!

Mais sugestões do que fazer em Marrakech

Lugares

Palais El Badi: estava fechado para reforma quando estivemos em Marrakesh, então não tivemos a chance de entrar, mas ouvimos dizer que é bem bonito.
Museu da Fotografia: para os amantes de fotografia.
Museu de Marrakesh: não só pela história, mas também pela beleza do lugar, o qual é inspirado na arquitetura andaluza.
Faça um bate-volta: Marrakesh possui uma localização geográfica privilegiada, permitindo bate-volta à lugares maravilhosos, como as Montanhas Atlas, a famosa Aït Ben Haddou e até mesmo Essaouira. Tivemos a chance de visitar vilas e fazer uma trilha pelas Montanhas Atlas.

Marrakesh, Marrocos

Experiências

Hammam: são salas de banho à vapor, normalmente públicas, onde os marroquinos vão para se limpar e colocar as fofocas em dia com amigos e familiares, algo bem importante para a cultura local. No entanto, há muitos hotéis que possuem seu próprio hammam e oferecem a experiência de uma forma mais luxuosa. É uma experiência incrível e muito diferente do que nós brasileiros estamos acostumados. Para quem quiser provar, prepare-se para ser cozido e esfregado!

Aula de culinária: muitos locais oferecem aula de culinária em Marrakech, na qual você terá a chance de ir ao mercado comprar os ingredientes e cozinhar com um marroquino. É uma experiência muito legal para os foodies que querem aprender um pouco mais sobre a culinária local.

 

Onde se hospedar

Riad Dar Alif
17 Derb El Kheir Hay Salam – Mellah
Marrakesh, Marrocos
Reserva & Contato

 

Onde comer e beber

Marrakesh, Marrocos

NOMAD: o restaurante possui um lindo e aconchegante terraço. Não deixe de provar o cuscuz de carne e o sorvete deles! Está localizado próximo aos souks e à Jemaa el Fna.

Zwin Zwin: um cafezinho bem fofo que possui um terraço lindo. É normalmente bem cheio, então ou chegue cedo ou faça uma reserva. Prove a Apple Pastilla deles, é uma tentação!

Snack el Bahriya: frutos do mar fresquinhos, onde dá para escolher o que você quer comer para ser feito na hora, desde lula até lagosta e peixe. Localizado em Guéliz, é um local simples e barato, mas com comida deliciosa, famoso até entre os locais.

Barraca n.1: na praça Jemaa el Fna há diversas barracas de comida, mas nem todas são confiáveis. Os donos do Riad onde nos hospedamos nos recomendaram o número 1 por ser seguro para comer. Provamos na nossa primeira noite e foi uma experiência e tanto!

Café Clock: originalmente localizado em Fez, mas agora com uma filial em Marrakesh também, esse cafezinho é uma delícia. Fomos no de Fez e gostamos tanto que fomos no de Marrakesh também. Os dois possuem o mesmo cardápio. Não deixe de provar o iced tea caseiro deles!

Le Jardin: um lugar lindo e zen próximo à Medersa Ben Youssef com comida deliciosa e uma mini tartaruga que passa de vez em quando para dar um oi aos clientes!

 

Cuidado com…

Os motociclistas: estão por todo lado e não se importam com os pedestres, então fique de olho e ouvidos abertos. Uma dica é andar próximo às paredes do lado direito, e sempre olhar para trás antes de mudar para o outro lado da rua.

Golpes: desde gente oferecendo para te dar informações de como chegar nos lugares até o cara que anda com um macaco na Jemaa el Fna, tome cuidado. Eles não vão te machucar, mas vão pedir dinheiro e encher o saco.

Marrakesh, Marrocos

Dica de segurança

Marrakesh é uma cidade segura, mas claro que você deve sempre prestar atenção nos seus objetos pessoais. Caso sinta-se ameaçado de alguma forma, grite pela “police”, existe uma polícia especial para proteger os turistas na cidade (a maioria dos policias estão à paisana) e os locais morrem de medo dela.

 

Aproveite sua estadia em Marrakesh!

 

Pin esse post!

Marrakesh, Marrocos