De Fes à Marrakesh pelo Deserto do Saara

Deserto do Saara, Marrocos

Enquanto planejávamos nossa viagem ao Marrocos havia uma coisa que realmente queríamos fazer no país: passar a noite no Deserto do Saara. Sim, a experiência é possível e bem comum de se fazer, nosso desafio era principalmente decidir onde incluí-la no roteiro, já que geograficamente o deserto fica bem afastado das cidades principais do país. Também não queríamos fazer um bate-volta, seria muito pouco tempo, e portanto, corrido. Então, após meses planejando, chegamos à conclusão de que a melhor alternativa era fazer no fim da viagem, no nosso caminho de Fes à Marrakesh, onde iniciamos e terminaríamos nossa viagem.

O próximo desafio era encontrar uma empresa que, primeiro, oferecesse a rota que queríamos, já que a maioria oferece a rota reversa, de Marrakesh à Fes. Segundo, tinha que ser uma empresa que gostássemos, confiássemos e que tivesse boas recomendações de outros viajantes. Depois de um pouco de pesquisa e de entrar em contato com algumas empresas diferentes, escolhemos a Mouhou Tours. Ficamos muito felizes com a nossa escolha e tivemos uma experiência incrível com eles. Curiosos para saber como foi a nossa aventura? Vamos lá!

De Fes à Marrakesh pelo Deserto do Saara

Alguns dados importantes

Duração: 3 dias e 2 noites
Distância: aproximadamente 1.200km
Quando: outubro de 2016
Empresa: Mouhou Tours
Meio de transporte: Pajero 4×4 com motorista particular + dromedários
Acomodação: uma noite em uma tenda no deserto e uma noite em um Riad
Dunas: Erg Chebbi, Merzouga

Deserto do Saara, Marrocos

A rota

Fes – Ifrane – Azrou – Ziz Valley – Merzouga – Todra Gorges – Dades Gorges – Ouarzazate – Aït Benhaddou – Montanhas Atlas (Tizi N’Tichka) – Marrakesh

De Fès à Marrakesh pelo Deserto do Saara

Fonte: Google Maps

Apesar do momento mais esperado da viagem ser a noite no deserto, a rota inteira é um espetáculo, e deixa claro como o Marrocos é um país diverso. Em um só dia é possível ver uma cidade que parece com a Europa, montanhas com neve, vales de palmeiras e o deserto. Essa rota é incrível e muito fotogênica, com vistas cênicas e contrastes de paisagens e climas. Uma experiência para se viver pelo menos uma vez na vida!

 

Dia 1: Fes – Ifrane – Azrou – Ziz Valley – Merzouga

Ifrane, Marrocos

Ifrane

O dia começou cedo com nosso motorista nos buscando em nosso Riad em Fes. A primeira parada foi Ifrane, uma linda vila completamente diferente do resto do país, muito mais parecida com a Europa. Lá, a arquitetura das casas é especial, por ser uma região que neva bastante durante o inverno, tornando-a também um destino popular para esquiar.

Nossa segunda parada foi a floresta Azrou, onde é possível interagir com macacos selvagens em seu habitat natural. Os animais são bem simpáticos e estão sempre felizes em ter algo para comer dos turistas.

Dica: leve comidas saudáveis para os macacos, como frutas.

Macaco no Marrocos

Após horas de viagem passando por cenários incríveis entre as montanhas, onde até mesmo é possível ver neve em Midelt, há uma parada para o almoço, um dos únicos nessa região. No meio da tarde chegamos no Ziz Valley, onde tivemos uma das vistas mais lindas da viagem. Depois de uma sessão de fotos e vídeos, seguimos viagem até Merzouga, onde pegamos os dromedários para chegarmos até o nosso acampamento no Deserto do Saara. Enfrentamos chuva e tempestade de areia, jantamos e ouvimos os Berberes tocarem seus instrumentos e música tradicional, e por fim, deitamos nas dunas de areia para observarmos o céu estrelado.

De Fès à Marrakesh pelo Deserto do Saara

De Fès à Marrakesh pelo Deserto do Saara

Deserto do Saara, Marrocos

Deserto do Saara, Marrocos

Deserto do Saara, Marrocos

Dia 2: Merzouga – Todra Gorges – Dades Gorges

Deserto do Saara, Marrocos

Depois de ver o sol nascer entre as dunas do deserto, retornamos à Merzouga, onde tomamos um banho, comemos café da manhã e continuamos nossa jornada. Esse dia passamos bem menos tempo no carro e, portanto, podemos ver as Todra Gorges e as dades Gorges com calma. As primeiras Gorges (gargantas) foram as nossas favoritas, um lugar de tirar o fôlego. A natureza não para de me surpreender! Nas Dades Gorges vimos o pôr do sol do terraço do nosso Riad.

Todra Gorges, Marrocos

Todra Gorges

Dades Gorges, Marrocos

Dades Gorges

 

Dia 3: Dades Gorges – Ouarzazate – Aït Benhaddou – Montanhas Atlas – Marrakesh

Museu do Cinema, Ouarzazate, Marrocos

Museu do Cinema, Ouarzazate

Desde as Dades Gorges fomos até a Hollywood marroquina, a cidade de Ouarzazate, onde visitamos o Museu do Cinema, que conta com informações interessantes sobre os filmes que já foram filmados na região, como O Gladiador. Depois seguimos caminho à peculiar e incrível Aït Benhaddou, uma vila que é protegida pela UNESCO, onde diversos filmes foram filmados, bem como a famosa série Game of Thrones. O Kasbah, ou citadela, é inteira feita de tipos de areias diferentes, e parece que saiu direto de um livro de fantasia.

Curiosidade: sempre que ocorrem filmagens em Aït Benhaddou, a citadela é fechada e seus habitantes são alocados na parte oposta da cidade, e em muitos filmes eles atuam como figurantes.

Aït Benhaddou, Marrocos

Nossa última parada antes de retornarmos à Marrakesh foi à 2260m de altura, em Tizi N’Tichka, nas Montanhas Atlas. É o ponto mais alto das montanhas possível de chegar de carro, com vistas lindas dos vales ali perto. Nossa aventura terminou em Marrakesh aproximadamente às 18:00 do terceiro dia, ali passamos mais uma noite e no dia seguinte tomamos nosso voo de volta à Munique.

Montanhas Atlas, Marrocos

Montanhas Atlas, Marrocos

Perguntas frequentes sobre passar a noite no Deserto do Saara

Antes de nossa viagem ao deserto, eu tinha muitas curiosidades. Decidi então compartilhar aqui as dúvidas que eu tinha, com suas respectivas respostas, caso alguém precise se informar melhor sobre o assunto para se preparar para a viagem:

Que itens são essenciais levar?

Uma mochila pequena: para levar o necessário, já que você não levará sua mala para o acampamento.
Um cachecol/echarpe beduíno para a cabeça: se não tiver nenhum (o mais provável) peça ao seu motorista para parar em algum lugar no caminho para Merzouga para comprar um. Não parece muito importante, mas acredite, ele pode quebrar um galho no deserto, especialmente se você tiver que enfrentar uma tempestade de areia, como foi o nosso caso.
Câmera fotográfica e tripé: itens essenciais para fotografar o céu estrelado à noite.
Um moletom/jaqueta: à noite o deserto pode ficar bem frio, acredite. Em outubro, quando fomos, um moletom ou uma jaqueta já são o suficiente, nos meses de inverno um casaco mais quente é aconselhável.
Uma segunda opção de roupa.
Pasta e escova de dente.
Papel higiênico e lenços humedecidos são recomendados.

Deserto do Saara, Marrocos

Tem internet?

Nas dunas do deserto não. Em Merzouga ainda dá para conseguir conexão, mas depois de alguns minutos caminhando com o dromedário, o sinal é inexistente. E para quê internet no deserto mesmo? 🙂

Dá para levar a mala para o acampamento?

Não, você só leva o necessário mesmo para o acampamento. Suas malas ficam em um Riad localizado em Merzouga (por isso a necessidade de uma mochila pequena). Você recebe uma chave para um quarto, onde pode deixar suas coisas trancadas, e no dia seguinte pode tomar um banho no chuveiro do Riad e tomar café da manhã.

Como é o caminho de Merzouga para o acampamento?

Leva-se em torno de 1h 30 de dromedário pelas dunas do deserto. Com subidas e descidas ao longo do caminho, com possibilidade de chuva, ventos e tempestades de areia. Você será guiado por um Berbere, habitante local da região, quem irá ficar no acampamento com você também e levá-lo de volta à Merzouga.

Como são as tendas do acampamento?

Há alguns acampamentos próximos uns dos outros, portanto não é tão deserto quanto se espera. Normalmente ficam em torno de 8 – 10 hóspedes em um acampamento. Para nossa surpresa, no nosso acampamento havia eletricidade (de um gerador), banheiros e camas normais! Não posso falar de outros locais, mas sei que o nosso, o qual pertence à Mouhou Tours, é assim, mas acredito que sejam todos muito similares.

 

Destaques

A incrível diversidade e contraste das paisagens ao longo do caminho, onde vivenciamos altitudes, o deserto, neve nas montanhas, vistas dos vales com palmeiras, tempestades de areia, chuva, dias quentes, lugares inabitados e muito mais.

A tempestade de areia no Deserto do Saara! Foi uma experiência bem louca e divertida para guardar para sempre na lembrança.

As vistas do Ziz Valley e das Todra Gorges.

Andar por Aït Benhaddou e nos sentir parte de um filme.

Adoramos nosso motorista, que sempre tentava nos levar para os lugares com menos gente, e sempre estava feliz em nos explicar sobre os lugares e responder nossas perguntas.

De Fès à Marrakesh pelo Deserto do Saara

Bom saber

Há duas dunas de deserto famosas no Deserto do Saara marroquino, a mais popular, turística e barata, Erg Chebbi, a que fica próxima à Merzouga (a nossa escolha), e a mais deserta, menos turística e mais cara, Tinfo, a qual fica próxima à Zagora, mais ao sul do país.

Dá para fazer essa viagem da forma como preferir, o pessoal do Mouhou Tours organizam do jeito que você quiser. Por exemplo, se desejar passar mais tempo em cada lugar é possível, conhecemos pessoas que quiseram ficar 2 noites no deserto ao invés de apenas uma. Eles também organizam viagens pelo país todo, não só pelo deserto.

Não se preocupe se quiser fazer paradas para fotos ao longo do caminho, o motorista faz questão de parar onde você quiser.

Seu motorista ficará com você por 3 dias, portanto, vocês passarão muito tempo juntos, então é importante que você esteja feliz com o trabalho dele. Adoramos nosso motorista, e até sentimos falta dele no final da viagem.

De Fès à Marrakesh pelo Deserto do Saara

Veja o vídeo com os melhores momentos da nossa viagem!

Agradecimentos especiais à Mouhou Tours pela experiência incrível!

 

Pin esse post!

De Fès à Marrakesh pelo Deserto do Saara

Fizemos uma parceria com a Mouhou Tours para fazer essa aventura possível em outubro de 2016. Como sempre, minha opinião não foi influenciada, e só recomendo o que gosto e acredito que meus leitores também gostarão.