Eslovênia e Croácia: roteiro de duas semanas

Ilha Brac, Croácia

Nunca é fácil organizar um roteiro. Sempre queremos incluir o máximo de destinos possível, às vezes nem temos certeza de quanto tempo deveríamos ficar em cada lugar, e ao mesmo tempo queremos otimizar nosso tempo e aproveitar a viagem ao máximo. Não, definitivamente não é fácil, e de um jeito ou de outro, será necessário abrir mão de algo.

Já estive na Croácia 3 vezes, e como moro na Alemanha, sempre que vou de carro até lá é impossível não passar pela Eslovênia. A boa notícia? A Eslovênia é um país lindo e que merece atenção, por isso, uma parada por lá é obrigatória. Na primeira vez, nosso destino era Pula e no caminho paramos em Ljubljana, na segunda íamos até a Ilha Krk e paramos em Ljubljana e Lago Bled, na terceira fizemos uma viagem longa pela Croácia e no caminho paramos em Bela krajina, linda região próxima ao rio Kolpa, o qual serve de fronteira natural entre os dois países.

Nosso recente roteiro pela Eslovênia e Croácia foi alterado diversas algumas vezes, tanto em termos de duração quanto em termos de destinos, e ainda assim, no final gostaria de ter feito as coisas diferentes. Aqui vai o nosso roteiro de duas semanas pela Eslovênia e Croácia mais uma sessão onde revelo o que eu gostaria de ter feito diferente:

Meio de transporte: carro
Quem foi: W., meu esposo, Enzzo, meu cachorro e eu
Duração: 2 semanas
Tempo total de viagem: mais de 36 horas na estrada e no barco
Distância total percorrida: mais de 2.500 quilômetros

3 dias em Bela krajina, Eslovênia

BIG BERRY, Eslovênia

Quando fomos convidados pelo BIG BERRY para passarmos alguns dias nos familiarizando com o projeto deles, sim foi definitivamente a resposta certa. Ter o rio Kolpa literalmente à passos do nosso quarto, visitar produtores locais e aproveitar um tempo para relaxar, sem dúvidas foi a parada perfeita antes de seguirmos viagem até a Croácia. Sem mencionar que foi a nossa primeira experiência com glamping (uma forma de acampar luxuosamente), e amamos!

Bela krajina é uma linda região eslovena com muitas atividades para todos, desde prova de vinho até andar de caiaque, de visitar um produtor local de mel até castelos abandonados, de observar o céu estrelado até relaxar em uma jacuzzi. Para os que curtem a ideia de acampar sem abrir mão de um pouco de luxo e para aqueles que adoram estar em contato com a natureza e a cultura local, esse é o lugar! Além de tudo, fica pertinho de Ljubljana e do Lago Bled, sendo possível usar como base para conhecer outros lugares no país.

Onde ficar: BIG BERRY (inauguração oficial em 2017)
De Munique até o BIG BERRY: 506km

 

1 dia em Zagreb, Croácia

Zagreb, Croácia

Por algum motivo sempre quis visitar a capital croata, a igreja de São Marcos sempre esteve na minha lista de lugares para visitar. A verdade é que Zagreb não decepcionou, o centro histórico da cidade é lindo e vibrante. 1 dia foi o suficiente para ver as principais atrações, mas para quem quer conhecer melhor a cidade, considere ficar uns 2 dias.

Onde ficar em Zagreb: no centro histórico, que é onde passará a maior parte do seu tempo.
Do BIG BERRY até Zagreb: 88km

 

Uma parada nos Lagos Plitvice a caminho da Ilha Brac, Croácia

Lagos Plitvice, Croácia

Parada obrigatória! Esse lugar é um espetáculo e não tem como se decepcionar com ele. Na vida real, muitos lugares têm a tendência de não serem tão lindos quanto em fotos, mas no caso dos Lagos Plitvice, não tem foto que capture tanta beleza. Um dia é suficiente para visitar o local, viagens bate-volta são possíveis desde Zagreb e Zadar.

De Zagreb até os Lagos Plitvice: 130km ou 140km dependendo da rota
Se preferir passar mais tempo pela região e visitar os lagos mais de uma vez, há diversos locais para acampar, pousadas e apartamentos para alugar na área.

 

4 dias na Ilha Brac, Croácia

Praia Zlatni Rat, Croácia

A Ilha Brac é a casa de uma das mais famosas e melhores praias do mundo, a Zlatni Rat. A ilha é bem tranquila, com praias lindas, algumas paradisíacas mesmo na alta estação. É um lugar ótimo para trilhas e para esportes aquáticos como kitesurf, e possui um nascer do sol espetacular.

De Zagreb até a Ilha Brac: 492km incluindo o barco desde Split
Dos Lagos Plitvice até a Ilha Brac: 325km incluindo o barco desde Split
Onde ficar na Ilha Brac: recomendo ficar em Bol, cidade principal da ilha. Lá há alguns hotéis e pousadas, mas ficar em um apartamento alugado é uma ótima ideia.

 

4,5 dias em Hvar, Croácia

Hvar, Croácia

Essa ilha superou minhas expectativas, que já não eram poucas, e não foi por causa da badalação, pelo contrário, foi por causa da beleza, história e cultura do lugar. Hvar não é somente para quem busca badalação, a ilha tem muito para oferecer a todos os tipos de viajantes, e não será difícil se apaixonar. Apesar de Hvar ter ficado bem famosa e, portanto, mais cara nos últimos 5 anos, é possível conhecer o lugar tanto de uma forma luxuosa como econômica.

De Brac até Hvar: infelizmente não há barcos que levem carros de uma ilha para a outra, sendo assim, é necessário voltar para o porto de Split e de lá pegar outro barco para Hvar. No momento há apenas os catamarãs que levam passageiros entre uma ilha e outra.
Onde ficar em Hvar: Hvar Town é a principal cidade da ilha, também a mais cara. Sem dúvidas recomendo ficar lá, já que é a parte mais movimentada e animada da ilha. No entanto, se estiver procurando lugares mais calmos ou mais baratos, recomendo ficar em Milna, que fica a 8km de Hvar Town. Outras cidades como Stari Grad e Jelsa também são ótimas opções, mas ficam um pouco mais longe de Hvar Town.

 

Uma parada em Trogir a caminho de Zadar, Croácia

Trogir, Croácia

Trogir é uma cidade bem pequena que fica a apenas 28km de Split, e além de ser linda, ela serviu como cenário para as filmagens da série Game of Thrones. O Monastério St. Dominic foi local onde partes da cidade de Qarth foi filmada na segunda temporada. Fizemos uma rápida parada por lá no nosso caminho de Hvar até Zadar.

De Hvar para trogir: 80km
Para quem estiver em Split, uma viagem bate-volta é mais que suficiente para conhecer o lugar.

 

2,5 dias em Zadar

Pôr do sol em Zadar, Croácia

Zadar é famosa por seu espetacular pôr do sol, e tenham certeza de uma coisa, é realmente incrível. Além disso, a cidade também ficou em primeiro lugar na escolha da European Best Destination 2016 (O Melhor Destino Europeu de 2016), e seu centro histórico é razão suficiente para fazer uma visita à cidade. No entanto, além do centro histórico, não há muito o que fazer na cidade, a não ser conhecer seus arredores, que conta com diversas ilhas, praias e parques nacionais como o Plitvice, Kornati e Krka.

De Hvar para Zadar: 219km incluindo a viagem de barco
De Trogir para Zadar: 130km
Onde ficar em Zadar: se seu foco for conhecer a cidade, fique o mais próximo possível do centro histórico. Se seu objetivo é conhecer as praias, fique nos arredores da cidade.

 

O que eu modificaria

1. Sem dúvidas teria ficado mais tempo no BIG BERRY. Há muito o que fazer pela região, sem contar na beleza do lugar e no sossego que é estar lá.
2. 4 dias em Hvar definitivamente não são suficientes, ficaria uma semana pelo menos! Realmente me apaixonei pela ilha e adoraria voltar e conhecer o que não deu tempo dessa vez.
3. Gostaria de ter tido tempo para visitar o Parque Nacional Krka no nosso caminho até Zadar, mas infelizmente não deu. Fica para a próxima vez!
4. Acredito que 1 dia seja suficiente para conhecer Zadar.

 

Porque não fomos para Split e Dubrovnik:

Split: preferimos focar nas ilhas, e já que tínhamos Zadar como o último destino, ficar apenas poucas horas em Split não iria valer a pena. Próxima vez Split estará no roteiro.
Dubrovnik: não foi por falta de vontade, o problema é que a cidade fica ainda mais no sul da Croácia e precisaríamos de mais tempo de estrada ainda. Da Alemanha para Dubrovnik é melhor de avião que de carro.

 

Sugestão

No nosso caso, dirigimos desde Munique, no entanto, dependendo de onde vocês vêm, sugiro começar o roteiro por Zagreb, seguir para a Eslovênia, descer por Zadar, para as ilhas e finalizar a viagem em Zagreb.

 

Pin esse post!

Roteiro de duas semanas pela Eslovênia e Croácia