10 coisas que você precisa fazer em Berlim

Berlim, Alemanha

Eu confesso. Quando estive em Berlim pela primeira vez em outubro de 2011, minha conclusão após um final de semana na cidade foi “não, definitivamente não é o tipo de cidade que eu gosto”. Pode ter sido por causa do tempo que estava ruim, ou por causa das minhas expectativas, ou até mesmo porque fiquei pouco tempo. No entanto, na nossa recente viagem à cidade, descobri uma nova Berlim, outro lado que não tive a chance de ver na primeira visita.

É raro conhecer alguém que ame Munique e Berlim ao mesmo tempo, as duas são cidades bem diferentes em diversos aspectos (mas não vou entrar em muitos detalhes agora). Sim, ainda prefiro Munique (desculpem-me fãs de Berlim, mas preciso ser sincera) mas não vou mentir e dizer que não gostei da minha recente viagem à capital da Alemanha. Eu curti muito e até me deu vontade de voltar qualquer dia desses.

O tempo estava perfeito, aprendi mais sobre a história da cidade e do país, me derreti mais uma vez em um show do Coldplay no Estádio Olímpico, vi o jogo da Euro Copa da Alemanha x Eslováquia no Portão de Brandemburgo com milhares de pessoas, comi um Kebab de dar água na boca, achei o meu rooftop bar favorito até agora, e ainda fiz chocolate personalizado. Sim, eu disse, adorei os dias em que estive por lá, e aqui vão minhas sugestões de 10 coisas que você precisa fazer em Berlim para adorar seus dias por lá também:

1. Visitar o Portão de Brandemburgo

Portão de Brandemburgo, Berlim

O Portão de Brandemburgo é datado do século 18 e sobreviveu a Segunda Guerra Mundial, claro, precisou ser restaurado algumas vezes. O portão é o principal cartão postal de Berlim e uma atração que não dá para perder. Lá é onde são comemorados importantes eventos, como o Réveillon e quando a seleção alemã ganha um campeonato.

Dicas:

– Chegue cedo para conseguir fotos legais, mais tarde fica bem lotado e às vezes caótico;
– Em um dos lados do portão, há um sinal marcado no chão indicando o lado leste e oeste da cidade quando era dividida pelo Muro de Berlim;
– O Portão de Brandemburgo fica pertinho do Reichstag, onde fica o parlamento alemão. Dá para facilmente visitar os dois.

2. Fazer um passeio de barco pelo rio Spree

Passeio de barco por Berlim

Há diferentes pontos do rio de onde os barcos saem, bem como diferentes empresas que organizam os passeios pelo Spree. Não há muita diferença entre elas, algumas são mais baratas, outras possuem barcos maiores. No fim das contas todas oferecem ótimas opções para ver Berlim de um ângulo diferente. É divertido, lindo e você ainda aprende um pouco mais sobre a história da cidade.

Dicas:

– Algumas empresas oferecem descontos para quem tem o Berlin WelcomeCard;
– Cachorros são permitidos nos barcos.

3. Visitar a cúpula do Reichstag

Reichstag, Cúpula do Parlamento alemão

O Reichstag é um prédio histórico datado de 1894. Depois de ter sido quase destruído e depois reconstruído, hoje em dia é a casa do parlamento alemão, o Bundestag. Em 1999 o espetacular vidro da cúpula no topo do prédio foi finalizado, o lugar oferece uma vista de 360 de Berlim e onde há uma escultura em formato de cone espetacular com 360 espelhos, gerando energia solar para aquecer o edifício inteiro.

Sinceramente? Não deixe de visitar a cúpula, é um lugar simplesmente impressionante e único, um dos lugares mais interessantes e lindos que já visitei até hoje.

Dicas:

– É necessário se registrar com antecedência para fazer uma visita à cúpula;
– O tour é grátis;
– Normalmente o registro é feito pela internet com meses de antecedência, no entanto, se você não conseguir encontrar lugares disponíveis online, vá até o ponto de informações do Reichstag e registre-se lá. Sempre há lugares disponíveis tanto para o mesmo dia como para os dias seguintes;
– Chegue no ponto de informações cedo, entre 08:00 e 09:30, quando ainda está vazio. Mais tarde a fila fica longa e a média de espera é de pelo menos 1 hora;
– Leve seu passaporte, já que é obrigatório para todos que querem fazer a visita;
– A outra forma de visitar a cúpula é conseguindo uma reserva no restaurante que fica lá, o Käfer.
– Para mais informações sobre visitar o Reichstag, clique aqui.

4. Dar uma passada pelo Checkpoint Charlie

Checkpoint Charlie, Berlim

Checkpoint Charlie ou Checkpoint C (nome dados pelos americanos) era uma das torres de guarda que ficava entre a fronteira do leste e oeste de Berlim, quando a cidade ainda era dividida pelo muro. Hoje em dia é um dos principais pontos turísticos de Berlim, onde dá até para tirar fotos com os “guardas”. As partes originais da torre são mantidas no Museu do Checkpoint Charlie, que fico logo ao lado.

Dicas:

– Visitar o Checkpoint Charlie é uma forma interessante de aprender um pouco mais sobre a história do leste e oeste da Alemanha;
– Não é necessário muito tempo de visita, já que fica apenas no meio de uma avenida, mas ali perto dá para visitar o museu, a galeria e tirar fotos dos e com os “guardas” e até mesmo comprar uns souvenirs bem estranhos.
Endereço:
Zimmerstraße/Friedrichstraße
U-Bahn: Kochstr./Checkpoint Charlie

5. Fazer um passeio por Nikolaiviertel

Nikolaiviertel, Berlim

Berlim tem lugares surpreendentes, um deles é a linda área do Nikolaiviertel (quarteirão do Nicolas) um bairro fundado em 1200, o coração da antiga Berlim. Uma parte bem fotogênica da cidade, com prédios coloridos e de arquitetura linda, localizada à beira do rio Spree. Restaurantes, lojas, cafés, estátuas e a linda Igreja de Nicolas, a mais antiga da cidade, fazem parte dessa linda área da capital alemã.

Dicas:

– De lá você tem diferentes ângulos da Torre de Berlim;
– Dê uma olhada no site oficial do bairro (sim eles têm um site) e veja o que mais há de interessante por lá.

6. Comer Kebab e currywurst

Comer kebab em Berlim

Tendo já provado ou não, você precisa comer os dois em Berlim. Kebab/Döner para quem não sabe, foi originado em Berlim, e bem, currywurst é uma salsicha com curry, prato local. Confesso que não gosto de currywurst, mas certamente adoro um kebab, e em Berlim há ótimos lugares para comer um, como o Rosenthaler Grill & Schlemmerbuffet ou o Mustafa’s Gemüsekebap.

7. Se impressionar com o Gendarmenmarkt

Gendarmenmarkt, Berlim

O Gendarmenmarkt foi construído em 1688 e antigamente era um mercado. Hoje em dia é uma linda praça onde fica a Igreja Alemã e a Igreja Francesa, uma de frente para a outra, o Concert Hall (sala de concertos), uma estátua do famoso poeta Friedrich Schiller e alguns cafés e restaurantes. O local lembra uma cidade francesa por causa de sua arquitetura. É um lugar lindo para fazer uma pausa.

Dica:

A poucos metros de lá está a loja da marca de chocolates Ritter Sport, onde dá para comprar seus chocolates e até mesmo fazer um personalizado do jeito que quiser. Certamente vale a pena a visita, recomendo ir lá primeiro e enquanto seu chocolate fica pronto (em torno de meia hora), dê uma volta pelo Gendarmenmarkt.

Chocolate personalizado em Berlim

8. Visitar o Memorial aos Judeus Mortos da Europa

Memorial aos Judeus Mortos da Europa, Berlim

Não muito longe do Portão de Brandemburgo encontra-se o memorial, o qual foi inaugurado em 10 de Maio de 2005 (exatamente 60 anos após o fim da Segunda Guerra Mundial) com design feito pelo arquiteto Peter Eisenman e pelo engenheiro Buro Happold. É uma área bem grande repleta de blocos de concreto chamados de “stelae” organizados em fileiras, os quais possuem a intenção de produzir um efeito confuso e de intranquilidade.

Dicas:

– A entrada para o memorial é grátis, mas se quiser um áudio, custa €4, reduzido para €2 com o Berlin WelcomeCard por exemplo;
– Por lá há também um lugar no subsolo chamado de “Place of Information” o qual contém os nomes de mais de 3 milhões de judeus vítimas do holocausto.

9. Encontrar partes que restaram do Muro de Berlim pela cidade

Potsdamer Platz, Berlim

Ao caminhar pela cidade, é impossível não encontrar aqui e ali pedaços que sobraram do Muro de Berlim. Alguns desses lugares são: Potsdamer Platz, Checkpoint Charlie, East Side Gallery, entre outros.

Dica:

A maior parte que restou do muro fica na East Side Gallery, localizada à beira do rio Spree na rua Mühlenstraße. Ali perto fica também o Berlin Wall Monument.

10. Admirar a cidade de cima

Pôr do sol em Berlim

Berlin oferece lugares ótimos para apreciar uma vista bonita sob a cidade, especialmente rooftops. Eu sendo uma grande fã de rooftop bars, fiz uma pesquisa e achei O lugar, provavelmente o meu favorito até agora, o Klunkerkranich. Lá é bem relaxado e alternativo, localizado no que antes era uma parte do estacionamento do shopping Neukölln Arkaden. Ideal para curtir o pôr do sol, ouvindo música ao vivo e tomando uns drinks (a fila pode ser bem longa, mas a espera vale a pena).

Outras opções de rooftops em Berlim são: Monkey Bar, Solar Sky-lounge & restaurant, AMANO Rooftop Terrace, “Roof Garden” of the HOUSE OF THE WEEKEND, entre outros.

*Antes que me perguntem, sim eu subi na Torre de Berlim, e sinceramente? Não achei a vista lá essas coisas e nem que valeu a pena ter ido. No entanto, me parece que ir ao restaurante rotatório da torre vale mais a pena.

 

Dicas imperdíveis!

– Faça o download do app Going Local Berlin para mais dicas e recomendações do que fazer na cidade.
– Compre o Berlin WelcomeCard para ter descontos em diversas atrações, restaurantes e lojas pela cidade, incluindo o passeio de barco, a loja da Ritter Sport, a Torre de Berlim e muito mais. O cartão também inclui transporte público, descontos para visitar Potsdam e ainda um mini guia da cidade que amei e que foi essencial na nossa viagem.

Berlin WelcomeCard

O Berlin Tourismus & Kongress gentilmente nos ofereceu Berlin WelcomeCards para utilizarmos durante nossa estadia na cidade. Como sempre, opiniões são minhas e só recomendo o que gosto e acredito que meus leitores também gostarão.